Escritor de livros infantis Paulo Netho
Menu

Quem é o

Paulo Netho

Paulo Netho nasceu em Osasco, em 07 de setembro de 1964. Poeta e locutor.

Conheça o Paulo Conheça o Paulo

Quem é o Paulo Netho
Brincando, observando e sendo
Brincando, observando e sendo

Publicada em 30/05/2021

Quieto, eu me sentava num cantinho secreto do quintal e ali construía o meu mundo pequeno e vasto. Dava asas à imaginação e voava como seu eu fosse uma das pipas e peixinhos que fazia. Nessa época, eu andava pra lá e pra cá puxando os meus carrinhos inventados. Depois que cansava dessa lida, simplesmente ouvia com respeito e devoção todos os ruídos e os silêncios do bairro.

Era assim que eu me instruía: brincando, observando e sendo.

Nessa época, só me preocupava em descobrir coisas novas e cada descoberta tinha o frenesi de um gol feito na bacia das almas, aos 45 minutos do segundo tempo. Enfim, era uma felicidade tão grande, única e indescritível.

Comigo as coisas sempre foram diferentes, enquanto os meninos preocupavam-se em caçar passarinhos, eu gostava de observar esses bichinhos encantadores sobrevoando as casas, enchendo de sons e esperanças as manhãs da Vila Yara.

Não sabia, mas hoje sei que cada criança traz consigo a matéria do mundo pelo qual ela circulou e se construiu. Somos frutos dessas experiências primeiras. Sinceramente, nunca imaginei que as brincadeiras da infância como as rodas em que eu participava todo feliz, deixariam em mim marcas indeléveis.

Nas rodas, eu cantava cantigas, segurava nas mãos das outras crianças, olhava os olhos dos pequenos, eles pareciam tão felizes com as novidades da idade verde. Sinceramente, eu nem pensava que a nossa existência fosse uma espécie de obra inacabada; entretanto, a vida estava ali para ser vivida, gasta e também recriada.

Percebi que a poesia está nas coisas mais simples como o singelo e empático ato de ouvir o outro. Essa escuta criativa é em si só um gesto de amor. E nessas pequenas ações, se quisermos, mudamos o mundo. Como bem escreveu o escritor uruguaio Eduardo Galeano: “Muita gente pequena,/ em lugares pequenos,/ fazendo coisas pequenas,/ pode mudar o mundo”.

Por menor que seja a marca de cada um sempre ficará.

Você já pensou nisso?

 

Deseja receber informativos em seu e-mail?

Digite sua Dúvida