Escritor de livros infantis Paulo Netho
Menu

Quem é o

Paulo Netho

Paulo Netho nasceu em Osasco, em 07 de setembro de 1964. Poeta e locutor.

Conheça o Paulo Conheça o Paulo

Quem é o Paulo Netho
Como Assim?!
Como Assim?!

Frete Grátis

R$ 38,00

Comprar Como assim?!

Dois autores queridos, devotados ao público infantil escreveram sobre o livro Como Assim?! Um deles é Lalau Simões, autor de tantos livros como o clássico Brasileirinhos. Ao apresentar o poeta de Osasco, escritor de livros infantis, ele escreveu o seguinte: "Paulo Netho escreve coisas lindas: 'Enquanto passava café,/ mãe cantava feliz de pé./ Dizia que assim voava'. Tem mais essa: 'às vezes era o pai que trazia a noite/ num saquinho de balas de hortelã'.

Conta também que, quando adolescente, passou a colocar vento nas palavras. Aí, a gente pergunta: como assim, Paulo Netho? Aí, a gente mesmo responde: é por causa da paixão, de um sentimento intenso pela poesia e pela palavra. Além de apaixonado, é um sujeito generoso que sai pelas ruas, bares, livrarias, onde tiver vida e criança, para falar, cantar e sacudir as almas. De uns tempos pra cá, caiu de peito aberto na empreitada de editar seus próprios livros.

Do jeito simples e emocionante que só ele sabe fazer. Como assim?! é assim, como se o Paulo estivesse em cada página olhando no olho da gente e assoprando palavra por palavra. E as palavras ganham cor, forma, sabor, espaço, sonhos, viagens. Aí, a gente faz outra pergunta: como assim, um livro sem ilustrações, Paulo Netho?

Aí, a gente lê outra coisa linda e encontra a resposta: 'que ninguém/ nunca se esqueça/ de fincar os pés/ no rico solo/ da fantasia'."

O outro escritor que fez uma resenha deste livro foi Patrício Dugnani, autor do gracioso Beleléu que as crianças tanto amam:

"Primeiramente queria destacar a ousadia, ou melhor, mais duas ousadias, das muitas, desse Paulo Netho, escritor de livros infantis. O lançamento do livro Como Assim? pela Cara de Pavio Livros. Mas como assim, começar uma resenha de um livro, falando das ousadias, e estripulias do autor? É que Paulo Netho sempre apronta das suas. Menino levado.

Das duas últimas ousadias que quero comentar, a primeira, é lançar um livro infantil, aparentemente, sem ilustração. Veja bem, eu disse aparentemente. A segunda é pedir para um ilustrador escrever uma resenha para o livro. Ah... esse Paulo Netho. Porém o livro “Como Assim?”, como eu disse, aparentemente não tem ilustração, mas na verdade, o texto, as palavras, a forma das letras, e as cores se tornam a ilustração do livro.

E que ilustração deliciosa! Quero dar os parabéns para Thomas Hardtmann, que desenvolveu a caligrafia do livro, como se fosse um desses calígrafos chineses, ou um monge medieval produzindo suas iluminuras. Elas, as palavras, ou melhor, a forma das palavras, dão o tom e o ritmo da leitura através de suas dimensões e cores. Uma ilustração sem desenho, uma ilustração de palavras, uma ilustração da própria fala.

Mas como ler esse livro? Esse livro deve ser lido em voz alta, declamado ao ar livre. Foi assim que minha esposa leu para meus filhos, e, confesso, que enquanto escutava, parecia que eu ouvia mais uma das deliciosas apresentações de Paulo Netho, sempre bem humoradas, sempre líricas, sempre falando das coisas mais importantes, de uma maneira sutil e gentil. Gentileza que é uma das maiores qualidades desse poeta. Gentileza em trazer alegria e poesia para todos.

“Como Assim?” deve ser declamado acompanhando o ritmo da poesia. Paulo Netho, em seus poemas, muitas vezes não escreve, conversa com a gente, bate um papo. Como Assim?! é um livro para ser lido por pura diversão, por puro prazer, e para sentir, sentir-se feliz. Esse poema toca fundo na gente. O escritor de livros infantis, bem à maneira de Manoel de Barros, faz uma poesia que fala da vida, da natureza, da liberdade.

Se você ainda não leu esse livro, faça rapidamente. Se já leu, faça novamente. Leia o livro e deixe sua poesia, como uma brisa, refrescar o pensamento tão pesado dos nossos dias. Como disse, Paulo Netho, e recomendo seguir o conselho à risca, 'Podemos encontrar motivos para a gente voar' e 'que ninguém nunca se esqueça de fincar os pés no rico solo da fantasia'. Essas são as ousadias que esse poema nos traz em um mundo tão escasso de lirismo.

Agora, para terminar, gostaria de destacar sua maior ousadia e desculpe a ironia nessa minha riminha tão tardia. De Paulo Netho, sua maior ousadia é viver de Poesia. Viva a poesia! Viva Paulo Netho! E seja bem vindo o livro Como Assim?!"

Confira outras imagens

Como Assim?!
Como Assim?!

Aproveite para comprar também

Digite sua Dúvida